sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Trecho de: Sonhos poéticos

veja o poema inteiro aqui: Sonhos Poéticos

2 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo, Válter! Só pessoas maduras conseguem fazê-lo.
Beijinho enorme de amizade.

É vitalício: comer a Vida
deitando-a entontecida
sobre o linho do idioma.

Nesse leito transverso
dispo-a com um só verso.

Até chegar ao fim da voz.

Até ser um corpo sem foz.
Mia Couto

Renata

orvalho do ceu disse...

Olá, poeta Valter
Muito bonito o que escreve com tanta sensualidade...
O amor é sentimento nobre e buscamos força no Amor para amar...
Venho propor-lhe algo no meu post de hoje...
Conto com sua participação amiga.
Excelente semana,cheia de ricas bênçãos!!!
Abraços fraternos